enquete

  • Aqui vem o tema da enquete que poderá ser alterado acessando o Painel de Controle do Portal.
  • Opção 2
    Opção 3
    Opção 4

19/10/2016 16:04h - Atualizado em 19/10/2016 16:06h

Cunha é preso

Por *Carlos Alberto Alves

No início da tarde de hoje (18/10) a Polícia Federal prendeu o ex-deputado federal Eduardo Cunha.  E daí?

O deputado, enquanto no poder, foi o que mais usou do poder econômico para formar uma base de sustentação sua, que emprestou para dar sustentação à tese de derrubada de Dilma Roussef e de aniquilação do PT como partido político, avalista de um  projeto político de grande alcance social e o colocou como abrigo para bandidos, incluindo Lula e fazendo da presidente da República uma peça decorativa do sistema que queria derrubar e derrubou.

Mas Cunha travou uma briga de cachorro grande e moveu contra ele um poderoso esquema que reagiu às suas investidas e, por usar, ao que parece, dinheiro escuso para se manter no p viu se envolvido no  mesmo novelo no qual queria envolver seus adversários. Acusado de corrupto, tal como fez colar nos petistas do mais alto escalão.

Então seu poder foi sendo minado pouco a pouco,  apeado da presidência da câmara até ser cassado, repudiado até por antigos aliados, do que se lamentava sempre que tinha oportunidade.

Agora, de Brasília, embarca num avião da FAB, não para uma viagem paradisíaca, mas  para uma conversa cara a cara com o Juiz Sergio Moro, hoje o paladino da moralidade no Brasil, até que os alicerces de nossa frágil democracia desmoronem e os cidadãos de bem comecem ir para a cadeia, para dar vazão a sanha autoritária de forças,  que estão de espreita, assumam e todos sejam varridos para debaixo do tapete da ditadura e,  nós simples mortais, sejamos impedidos de participar da construção de nossa Nação.

E isto  está mais próximo do que se imagina: basta que Moro, na sua grandiloquência justiceira, aceita a delação premiada, a mais temida de todas pelos que estão empoleirados no poder, venha ser assinada por Cunha.

O deputado vai pôr em prática um velho ditado que é atribuído aos mineiros: vingança é um prato que se come frio.

Pena que esta vingança vai doer no lombo de quem não tem nada com isso e que a única vontade que tinha era a de ver um País ser erguido por gente digna: o povo brasileiro

*Carlos Alberto Alves é engenheiro por formação e jornalista por opção