enquete

  • Aqui vem o tema da enquete que poderá ser alterado acessando o Painel de Controle do Portal.
  • Opção 2
    Opção 3
    Opção 4

13/07/2015 10:14h - Atualizado em 13/07/2015 10:50h

Escola municipal faz caminhada contra a dengue

Por Correio do Vale do Rio Grande
Caminhada escolar contra a dengue
Caminhada escolar contra a dengue

 

A Escola Municipal Professora Francina de Andrade promoveu, nesta sexta-feira (10), para seus alunos do turno da manhã uma caminhada de conscientização da população sobre o combate ao mosquito da dengue. Os estudantes do ensino fundamental percorreram algumas ruas próximas à escola exibindo faixas e símbolos que aludem à eliminação do inseto transmissor da doença. Dois alunos se fantasiaram de Aedes aegypti (mosquito da dengue) e um carro da Polícia Militar deu apoio e segurança à passeata.

            Acompanhados de seus professores, os alunos saíram pela Rua Coronel Neca Medeiros, entraram pela Barão de Passos e desceram a Antônio Carlos até à Praça da Matriz, onde pararam em frente ao coreto para cantar paródias alusivas à dengue, antes do retorno à escola. No trajeto, eles seguravam as faixas com dos dizeres: “A Escola Francina de Mãos Dadas Contra a Dengue. É Hora de Todo Mundo Agir” e “Todos Contra a Dengue. Elimine os Criadouros. Agora é Guerra”!

            A caminhada da escola Francina de Andrade é uma das ações da parceria entre a Secretaria Municipal de Saúde, a Secretaria Municipal de Educação, Cultura, Esporte e Lazer e Superintendência Regional de Saúde para mobilizar a população contra a dengue, através da conscientização dos alunos das redes municipal e estadual de ensino.

A primeira ação também foi uma caminhada realizada pelas escolas em junho, em seus respectivos bairros, envolvendo 18 mil alunos, segundo o diretor de Saúde Coletiva, Michael Silveira Reis. Em seguida, foi promovida uma capacitação de diretores escolares para que eles repassassem nas escolas a importância de se eliminar possíveis focos da dengue, os riscos da doença e o papel de cada pessoa no combate ao mosquito. A terceira ação foi um ciclo de palestras da equipe de mobilização do Núcleo de Controle de Zoonoses (da Saúde Coletiva), também nas escolas.

A caminhada dos alunos da Francina de Andrade, para Michael, é fundamental porque chama a atenção dos moradores para que eles se mantenham vigilantes contra o Aedes aegypti também nesta época de frio. “É para que todos possam continuar os trabalhos de combate ao mosquito nas férias escolares”, disse.

O diretor de Saúde Coletiva orienta a população a reservar dez minutos de seu tempo por semana para inspecionar locais e objetos que possam acumular água e servir de criadouro do inseto transmissor da dengue. “Todas as ações de combate são muito importantes para que não pare o trabalho contra a dengue e para que não tenhamos focos do mosquito no verão”, disse, observando que o “Aedes” se mantém ativo no inverno, botando seus ovos, os quais irão eclodir quando chegarem o calor e as chuvas.

A conscientização da população passense sobre as medidas preventivas continuam no segundo semestre, entre elas uma oficina de “ações exitosas” que foram desenvolvidas nas escolas, através da produção de folder, paródias de músicas, teatro e canções alusivas ao mosquito e à doença transmitida por ele. O local e a data da oficina ainda serão definidos pelos entes parceiros na mobilização.