enquete

  • Aqui vem o tema da enquete que poder ser alterado acessando o Painel de Controle do Portal.
  • Opo 2
    Opo 3
    Opo 4

09/07/2014 12:26h - Atualizado em 09/07/2014 12:35h

APS PRISES, POLCIA CONSIDERA CASO DE VANDALISMO SOLUCIONADO EM MG

Trs adultos e uma adolescente atiraram contra lojas em Andradas (MG).

Por Do G1 Sul de Minas

Após três prisões e uma apreensão de suspeitos, a Polícia Civil de Andradas (MG) acredita que o caso dos vandalismos na cidade está solucionado. Foram detidos três adultos e uma adolescente de 15 anos, que assumiu a responsabilidade pelos tiros, explosões e ataques a mais de 30 estabelecimentos comerciais da cidade. De acordo com o delegado Fabiano Roberto Mazarotto , os envolvidos confessaram o crime e disseram que queriam apenas se divertir.

“Eles contaram que o proprietário do carro utilizado deixou o veículo em casa, pois iria em uma boate para ingerir bebidas alcoólicas e achou mais prudente não usar o carro. Foi aí que os jovens utilizaram o carro para as ações”, comentou.

A Polícia confirmou também que os jovens, que tem entre 15 e 22 anos, utilizavam uma besta – espécie de arco e flecha – para atirar bolinhas de metal dentro das lojas. “Eles estavam embriagados, fora de si. O proprietário da besta disse que comprou o artefato pela internet e que treinava em casa, e como eles estavam com a arma dentro do veículo, efetuaram o primeiro disparo em uma loja, acharam legal e saíram atirando em outros estabelecimentos”, disse.

Na casa dos envolvidos, no bairro Jardim Rio Negro foram encontradas bolas de metal usadas como munição e uma besta – espécie de arco e flecha. Também foram encontrados dois aparelhos celulares, uma caixa que servia de tiro ao alvo, uma colete à prova de bala, duas bestas  artesanais e 18 gramas de maconha.

Com a depredação, muitos comerciantes e moradores da cidade estão assustados. “Eu me sinto prejudicada. Acho um absurdo o que estes jovens fizeram. Sair destruindo o que é do outro, atacando o próximo não é diversão”, disse a comerciante Ivone de Oliveira Clementino.

Apenas um dos quatro suspeitos de terem depredado os imóveis continua detido no presídio da cidade. Todos vão responder por danos ao patrimônio. A polícia ainda investiga se houve furto a alguma loja. Conforme a Associação Comercial de Andradas, 38 lojas foram atingidas. O prejuízo é de cerca de R$ 70 mil.

Os ataques
Segundo a polícia, os ataques aconteceram na madrugada de domingo (6) e duraram aproximadamente 3h. Imagens gravadas por algumas câmeras de segurança gravaram a ação dos vândalos, que usaram um carro branco. O veículo foi apreendido por volta das 3h30 na Rua São José, que fica próxima à saída para a estrada que dá acesso a Ibitiúra de Minas (MG) e ao Estado de São Paulo. Dentro do carro foram achadas várias bolas de metal, as mesmas encontradas no interior das lojas atacadas.