enquete

  • Aqui vem o tema da enquete que poderá ser alterado acessando o Painel de Controle do Portal.
  • Opção 2
    Opção 3
    Opção 4

07/03/2014 13:02h - Atualizado em 07/03/2014 13:11h

ALIMENTAÇÃO E SONO

Por Correio do Vale do Rio Grande
Alimentação e sono
Uma boa noite de sono é muito mais eficiente do que muitos imaginam.
O sono é um período de descanso para o corpo, sendo fundamental para as suas funções biológicas. É uma atividade noturna e seu tempo de duração varia de pessoa para pessoa, sendo de maior duração na infância, diminuindo com a idade.
A qualidade do sono tem um enorme impacto sobre a nossa vida diária. Um sono deficiente ou desordenado poderá afetar o trabalho e a concentração. Durante o sono, corpo e mente se recuperam, fazendo com que as pessoas se sintam descansadas pela manhã.
A nutricionista Taís confirma que a dieta influencia no processo do sono, tanto sentir fome, quanto comer em demasia podem atrapalhar o sono e causar desconforto e insônia.
A insônia é caracterizada pela incapacidade de conciliar o sono e pode manifestar-se em seu período inicial, intermediário ou final. A insônia pode ser resultado de ansiedade, depressão, estresse ou pode ser de causa patológica (doença). Superar a verdadeira causa destes distúrbios é essencial para melhorar a qualidade do sono, mas é importante observar a alimentação e os hábitos diários.
O triptofano, um aminoácido essencial, é o indutor natural do sono. Ele aumenta a quantidade de serotonina, um sedativo também natural do cérebro. É por isso que um dos remédios caseiros mais conhecidos para a insônia é tomar antes de dormir uma xícara de leite morno, pois contém triptofano, com uma colher de chá de mel, que é um carboidrato simples, pois os carboidratos facilitam a entrada do triptofano no cérebro.
Por outro lado, consumir alimentos gordurosos antes de dormir, além de provocar azia e má digestão podem causar um sono inquieto.
Algumas mudanças simples nos hábitos alimentares podem ajudar realizar um sono tranqüilo:
Bebidas estimulantes, tais como: chocolate, café, chá preto ou mate, guaraná, refrigerantes à base de coca, devem ser evitados próximo ao horário de dormir, sendo ideal não ingerir estes alimentos e bebidas pelo menos quatro horas antes do sono. Estes alimentos são fonte de substâncias como a xantina e cafeína, que estimulam o sistema nervoso central;
Tome um copo de leite morno. O leite contém o aminoácido triptofano, que relaxa os músculos e induz o sono;
Diminua a ingestão de alimentos gordurosos e/ou não ingerir grande quantidade de alimentos, pois facilitará a digestão, favorecerá o sono e evitará que as calorias desses alimentos sejam armazenadas na forma de gordura, uma vez que à noite o metabolismo é mais lento;
Evite ingerir alimentos condimentados como molhos gordurosos e temperos fortes;
Consuma chás de ervas (descafeinados);
Evite altas doses de bebidas alcoólicas;
Consuma doses moderadas de carboidratos (torrada, pão, aveia) associados a um copo de leite.