enquete

  • Aqui vem o tema da enquete que poderá ser alterado acessando o Painel de Controle do Portal.
  • Opção 2
    Opção 3
    Opção 4

30/01/2014 10:48h - Atualizado em 30/01/2014 10:52h

FALTA DE PATROCÍNIO PARALISA TIME DE FUTSAL DE PARAÍSO

Por Jornal do Sudoeste

Falta de patrocinador máster levou a equipe tantas vezes campeã a deixar as quadras

TIME DE FUTSAL DE PARAÍSO
TIME DE FUTSAL DE PARAÍSO

Tricampeão da Liga Rio Pardense, campeão dos Jogos do Interior de Minas, campeão dos Jogos de Minas, bicampeão da Taça EPTV e três vezes campeão da Taça TV Alterosa. Detentor de todas essas conquistas, a presidência do Paraíso Futsal anunciou nesta semana que vai paralisar suas atividades por tempo indeterminado.

Em julho do ano passado, o presidente da agremiação, Agnaldo Grillo Paschoali, o “Tgna”, já havia falado ao Jornal do Sudoeste a respeito dessa possibilidade devido à falta de recursos para manter uma equipe que pudesse ir além do nível regional. Na ocasião, ele falou sobre o sonho de disputar a Liga Futsal, o campeonato brasileiro da modalidade.

Em comunicado oficial emitido na terça-feira, 28, Tgna explica que a decisão foi tomada porque o clube não conseguiu fechar contrato com um novo patrocinador máster depois que o acordo com a Recon se encerrou, no final do ano passado. Até o fim 2013, a empresa do ex-secretário Osvaldo Tosin investia R$ 5 mil por mês na equipe, sendo R$ 2,5 mil destinados para o pagamento da comissão técnica. “Se tornou praticamente inviável a manutenção da equipe. Todos os atletas estão liberados para negociar com outras equipes”, completa. Assim, o time não deve disputar nenhuma competição oficial neste ano.

No comunicado, o dirigente também fez diversos agradecimentos. “Ficam aqui os nossos agradecimentos a todos os patrocinadores que estiveram conosco nestes três anos; à Secretaria de Esportes que sempre nos apoiou; aos nossos diretores, que trabalharam incansavelmente sem nenhuma remuneração; ao nosso técnico Elias Ronei, que foi o grande responsável por todos estes momentos de glória que vivemos; ao nosso fisioterapeuta Lauro Freitas que, com tanto carinho, cuidou de nossos atletas; aos nossos atletas, que trabalharam duro, remunerados ou não, mas com um comprometimento de dar inveja; à Tradea3, que esteve ao nosso lado em todos os momentos, divulgando nossas vitórias e derrotas; à imprensa falada, escrita e televisiva, que também nos acompanhou e apoiou nestes três anos; e aos nossos torcedores, que lotaram a ‘Arena Olímpica’, sempre vibrando conosco. Enfim, graças à ajuda e colaboração de todos, conquistamos importantes títulos para nossa cidade”, encerra.

FUTURO

Após o anúncio da paralisação, o chefe do Departamento de Esportes, Antônio Severino da Cunha, informou a nossa reportagem que a prefeitura de Paraíso assumirá o futsal adulto na cidade. De acordo com ele uma nova equipe será montada até a próxima semana para a disputa dos campeonatos agendados para esta temporada.

NÚMEROS

Em três anos de vida, o Paraíso Futsal disputou 20 campeonatos, onde subiu ao pódio 13 vezes. Em 149 partidas disputadas no período, o time azul e branco conquistou 100 vitórias, 18 empates e apenas 31 derrotas. Um aproveitamento superior a 75%. Formigão, com 111 gols marcados, é o maior artilheiro da história da equipe. David (85 gols), Reginho (52) e Andrezinho (47), completam a lista de goleadores.

HISTÓRIA

O Paraíso Futsal nasceu em 2010, em uma época em que a modalidade estava praticamente desativada no município. Os tempos áureos vividos na segunda metade da década de 1990 haviam ficado para trás junto com as conquistas das taças EPTV (1996) e Alterosa (1997). Apenas as equipes de base mantidas pela prefeitura sobreviviam.

“A gente cobrava isso da administração passada, porque nós, amantes do futsal, queríamos ver a cidade disputando as competições que a gente costumava disputar no passado. Foi quando o então secretário Mariano Bícego chamou o Wilson (Donizete de Oliveira, atual vice-presidente da equipe), o Wander Pimenta (goleiro) e eu, e propôs a criação de uma associação sem fins lucrativos para tocar o futsal. A Secretaria de Esporte ofereceria a infraestrutura da arena mais os custos de viagem e alimentação durante os jogos. Nós aceitamos a proposta e corremos atrás de parceiros”, recorda o presidente em entrevista concedida ao “JS” no ano passado.

Firmado o novo desafio, os fundadores procuraram o empresário Osvaldo Tosin, diretor do Ouro Verde Tênis Clube na década de 1990, que ajudava a equipe da cidade. “De pronto ele aceitou o desafio, conta “Tgna”. Com a ajuda da ACISSP e de mais algumas empresas da cidade, o Paraíso Futsal conseguiu qualificar seu time e começou a ver os resultados logo em seus primeiros meses de criação. Ainda em 2010, a equipe comandada por Ronei Magalhães chegou à final da EPTV, disputada na recém-inaugurada Arena “João Mambrini”. O empate em 3 a 3 deu o título para Alfenas, mas o resultado, no entanto, levou o “azul e branco” a buscar a perfeição.