enquete

  • Aqui vem o tema da enquete que poderá ser alterado acessando o Painel de Controle do Portal.
  • Opção 2
    Opção 3
    Opção 4

10/10/2013 16:49h - Atualizado em 10/10/2013 16:50h

ATAÍDE ASSINA CONVÊNIO PARA IMPLANTAR OLHO VIVO EM PASSOS

Por Assessoria de Comunicação
Olho vivo
Olho vivo

O prefeito de Passos, Ataíde Vilela, assinou nesta quinta-feira (10) o convênio para a implantação do Programa Olho Vivo na cidade. Pelo termo firmado com o governo de Minas Gerais, através da Secretaria de Defesa Social (Seds), Passos irá receber 16 câmeras de vídeo para monitorar ruas e avenidas com maiores índices de crimes contra o patrimônio. Em contrapartida, a Prefeitura irá custear as despesas de manutenção da central de videomonitoramento, onde o programa irá funcionar.

Segundo Ataíde Vilela, a implantação do videomonitoramento será de acordo com critérios da Polícia Militar, que possui um levantamento sobre as áreas que mais necessitam desse sistema preventivo no município. “O projeto já foi elaborado pela Polícia Militar e Passos é uma das primeiras cidades neste ano a implantar o Programa Olho Vivo, que é importante para coibirmos os crimes e dar mais segurança à população”, disse.

O convênio foi enviado pela Seds a Passos por intermédio da Polícia Militar e recebeu as assinaturas do comandante do 12º Batalhão da Polícia Militar de Minas Gerais, tenente-coronel Ronaldo Resende dos Anjos, que representou o Estado, e do prefeito Ataíde Vilela, em nome do município.

“Nós assumimos compromissos para que esse programa seja implantado na cidade, prevendo a cessão de servidores para a central de videomonitoramento e arcando com as despesas administrativas, água, luz, telefone, combustível e manutenção do imóvel”, explica o prefeito. O passo seguinte será acertar os detalhes técnicos da instalação das câmeras e da central de monitoramento com o comandante do batalhão.

O Olho Vivo reduz os índices de furtos e roubos entre 30 e 40% nos locais onde são instalados, segundo a Seds. Passos é uma das 16 cidades que vão receber as câmeras pela primeira vez. Neste ano, o governo já investiu R$ 50 milhões de reais com o programa no estado.