enquete

  • Aqui vem o tema da enquete que poderá ser alterado acessando o Painel de Controle do Portal.
  • Opção 2
    Opção 3
    Opção 4

15/05/2013 10:04h - Atualizado em 15/05/2013 10:07h

GOVERNO E EMBRAPA FIRMAM PARCERIA PARA GESTÃO DAS ÁGUAS EM MINAS

Por Ascom MG

Convênios assinados prevêem a criação de um núcleo para desenvolver pesquisa sobre o uso sustentável da água e projetos de irrigação

  O vice-governador Alberto Pinto Coelho assinou, nesta segunda-feira (13/05), despacho governamental autorizando as secretárias de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Sectes) e de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa) firmar parceria com a Embrapa para para a elaboração de  projetos de gestão da água e de  capacitação tecnológica de agricultura irrigada sustentável. Participaram da solenidade o secretario de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior Narcio Rodrigues, e do secretário-adjunto de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Paulo Romano.

 De acordo com o vice-governador Alberto Pinto Coelho, a parceria com  Embrapa visa ainda mais a preservação do meio ambiente e o aumento da produção agrícola em Minas.

 “Vamos investir em pesquisa científica para desenvolver tecnologias e avançar ainda mais na  gestão dos recursos hídricos e sua aplicação, visando a preservação do meio ambiente e a agricultura irrigada sustentável em nosso estado”, destacou o vice-governador.

 Segundo o presidente da Embrapa, Maurício Lopes, o Brasil possui 12% das reservas de água doce do planeta, e  cerca de 4 milhões de hectares irrigados. “Temos um  passivo que precisa ser resgatado.  Minas Gerais é referência na busca de conhecimentos e políticas públicas que nos ajudam na agenda do uso sustentável da água. Aqui vamos produzir grandes avanços não só para Minas, mas para o Brasil”, afirmou o presidente da Embrapa.      

 Para o secretario de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior Narcio Rodrigues, Minas Gerais dá um grande passo e irá se tornar cada vez  mais referência em gestão das águas.

 “Estamos criando um núcleo de tecnologia e conhecimento para que o estado possa avançar ainda mais na vanguarda da gestão dos recursos hídricos. Isso é um passo gigantesco, juntamente com a Embrapa, para que a agricultura faça um pacto com a sustentabilidade e, através da certificação, vamos poder trabalhar e conscientizar o produtor rural da importância de fazer  bom uso dos recursos hídricos”, assinalou o secretário.  

   

 Parceria

O Governo de Minas Gerais - por meio da Secretaria Estadual de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Sectes) - buscou, em 2009, parceria com a Embrapa - por meio de sua Unidade de Cerrados -  para trabalhar a questão da água e aquicultura no Estado.

 O ponto de partida foi a cidade de Frutal, no Triângulo Mineiro, um polo de águas berço do Rio Paraná e acima do Aquífero Guarani, localizado no bioma Cerrado. Na região, a agricultura irrigada é o carro-chefe para a produção de alimentos e biocombustíves de cana-de-açúcar.

 

Em Frutal, foi criado o Núcleo de Referência e Inovação em Recursos Hídricos e Irrigação (NURII), uma parceria da Fundação Hidroex Unesco, Agência Nacional de Águas (ANA) e Embrapa. O NURII faz parte da Cidade das Águas, um grande complexo de ensino e pesquisa, implantado com o apoio dos governos estadual e federal. Este foi um primeiro e importante passo para o estabelecimento de uma atuação conjunta para fomentar a questão da pesquisa, certificação e utilização de recursos hídricos no Estado, como mola propulsora para o desenvolvimento agrícola sustentável.

 Com foco no desenvolvimento territorial, esta parceria foi expandida, envolvendo, além da Sectes, a Seapa. Em 2011 e 2012, reuniões e eventos foram realizados com vistas à implantação do Plano de Agricultura Irrigada do Estado de Minas (PAI-MG) e ampliação das ações do NURII, de forma a atender às necessidades dos produtores rurais das diversas regiões de Minas Gerais e, para tanto, planejando a participação de mais Unidades de pesquisa da Embrapa e outras parcerias estaduais e nacionais que fomentem a geração e transferência de tecnologias na área de irrigação e gestão de recursos hídricos.

 

Pesquisadora da Universidade de Princeton visita Minas para conhecer as UAIs e o Minas Fácil

Acadêmica integra instituto que realiza pesquisas sobre formas de melhorar a prestação de serviços públicos em vários países

A Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag) recebeu nesta terça-feira (14) a visita da pesquisadora sênior do Instituto de Pesquisa e Inovações para Sociedades Bem-Sucedidas da Universidade de Princeton, Rushda Majeed. A pesquisadora veio a Minas Gerais conhecer o funcionamento das Unidades de Atendimento Integrado (UAIs) e o Minas Fácil, programa responsável pela simplificação do processo de abertura de empresas no Estado.

O instituto realiza pesquisas em diversos países sobre reformas institucionais que melhoram a prestação de serviços para a população e a relação entre o Estado e os cidadãos. As pesquisas ficam disponíveis no site da Universidade de Princeton, para que sejam consultadas pelos governos e instituições interessados em inovar na prestação de serviços aos cidadãos.

Rushda foi recebida pela secretária de Estado de Planejamento e Gestão, Renata Vilhena. Durante o encontro, a secretária ressaltou que o objetivo das UAIs é oferecer aos cidadãos mineiros, em um único endereço, um variado portfólio de serviços, entre eles, a emissão de carteira de identidade, CPF e passaporte, serviços da Cemig, do Detran-MG e da Polícia Federal.

Renata Vilhena destacou, também, que as unidades vêm cumprindo seu objetivo de diminuir as filas e o tempo de espera por esses serviços, aliado à melhor qualidade no atendimento. E citou as principais demandas da população nas unidades, representadas pela emissão de carteiras de identidade e de trabalho, inscrição no seguro-desemprego e emissão de atestados de antecedentes criminais.

Para a secretária, é sempre bom para Minas Gerais receber a visita de representantes de instituições e de governos, do Brasil e internacionais, interessados em conhecer o trabalho que vimos realizando desde 2003.

“Na prática, as visitas significam um reconhecimento ao trabalho do Governo de Minas, de que temos alcançado os objetivos estabelecidos de buscar o desenvolvimento socioeconômico aliado à melhoria da qualidade de vida da população mineira. Esse intercâmbio nos alegra, pois também aprendemos muito com a experiência de outros governos e instituições”, argumentou.

Intercâmbio positivo

Rushda Majeed foi informada também sobre monitoramento em tempo real que é realizado nas UAIs, iniciativa que permite identificar oportunidades de melhoria no atendimento à população, e sobre o modelo de Parcerias Público-Privadas (PPPs), que já funciona em seis unidades e será expandido para as demais 23 unidades. A adoção da PPP nas UAIs é uma iniciativa pioneira no Brasil que permite aperfeiçoar o atendimento ao cidadão e reduzir custos de operação.

Na tarde desta terça-feira (14), a pesquisadora visita a UAI da Praça Sete, para conhecer in loco o funcionamento de uma unidade. Na quarta-feira (15), Rushda conhecerá o trabalho realizado pela Junta Comercial do Estado de Minas Gerais (Jucemg), especialmente o Programa Minas Fácil.