enquete

  • Aqui vem o tema da enquete que poderá ser alterado acessando o Painel de Controle do Portal.
  • Opção 2
    Opção 3
    Opção 4

23/04/2013 09:19h - Atualizado em 23/04/2013 09:33h

PREFEITURA DEFINE FUNCIONAMENTO DO MERCADO MUNICIPAL

Por ASCOM PASSOS
SECRETÁRIOS DISCUTEM A UTILIZAÇÃO DO MERCADO MUNICIPAL
SECRETÁRIOS DISCUTEM A UTILIZAÇÃO DO MERCADO MUNICIPAL

 

Por meio das secretarias de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa), Assistência Social (SMAS), Indústria Comércio e Turismo (Sictur), a Prefeitura realiza uma nova reunião para definir o funcionamento do Mercado Municipal. A obra de revitalização do prédio está em fase de conclusão, com a instalação de equipamentos de prevenção e combate a incêndio, e a ocupação do recinto será coordenada pelas três secretarias, sob a supervisão da Secretaria de Planejamento. “Já está acertado que a Seapa, a SMAS e a Sictur irão coordenar o funcionamento do Mercado Municipal. Agora, nós iremos discutir os detalhes sobre o trabalho de cada uma junto aos produtores e comerciantes, dentro de sua área de atuação”, disse o secretário de Planejamento, Wanilton Chagas Cardoso, que irá receber os colegas em sua sala, na prefeitura nesta terça-feira (23).

Cardoso visitou o local juntamente com os secretários José Eustáquio do Nascimento (Sictur), Aline Gomes Macedo (SMAS) e Nivaldo Oliveira de Souza (Chaparral). Também participaram da visita os assessores Marcelo Coimbra (Sictur) e Jéferson Rodrigues Faria (segurança patrimonial).

A Assistência Social vai cuidar da economia solidária, mobilizando associações, cooperativas e outros pequenos fabricantes de produtos alimentícios e artesanais. A Seapa irá mobilizar os pequenos produtores rurais, de hortifrutigranjeiros e demais itens da agricultura familiar. À Sictur caberá o trabalho junto às indústrias de confecções, através da Apicon (Associação Passense das Indústrias de Confecções), entre outras ligadas à pasta. “Nós queremos colocar o Mercado Municipal para funcionar, mas de uma forma que garanta o sucesso do trabalho, satisfazendo os comerciantes e os consumidores. Não adianta inaugurar um estabelecimento desse porte de forma apressada, sem um estudo prévio de viabilidade para todos que se propuserem em investir aqui”, disse Wanilton Chagas.

Na sexta-feira, funcionários de uma empresa que presta serviços para a Prefeitura instalavam os últimos itens do equipamento de segurança e prevenção e combate a incêndio no Mercado, como extintores e lâmpadas de emergência.

O assessor de segurança patrimonial da Prefeitura, Jéferson Faria, informou que a partir de sexta-feira, o local seria vigiado 24 horas por dia, para evitar depredação e a presença de moradores de rua sob as marquises do prédio. “São vigias da ronda patrimonial bem preparados e orientados para impedir o mau uso das dependências do Mercado”, disse.