enquete

  • Aqui vem o tema da enquete que poderá ser alterado acessando o Painel de Controle do Portal.
  • Opção 2
    Opção 3
    Opção 4

05/03/2013 13:49h - Atualizado em 05/03/2013 13:51h

PREFEITURA REALIZA 1º MUTIRÃO DE COMBATE À DENGUE

Por Correio do Vale do Rio Grande

 

 

PREFEITURA DE PARAISO FAZ MUTIRÃO CONTRA A DENGUE

PREFEITURA DE PARAISO FAZ MUTIRÃO CONTRA A DENGUE

 

A Prefeitura de São Sebastião realizará no próximo sábado, 9, o 1º Mutirão de Combate à Dengue de 2013. A ação é mais uma estratégia do setor de Vigilância Epidemiológica para a prevenção da doença transmitida pelo mosquito Aedes Aegypti.

 

Nessa primeira etapa, os agentes epidemiológicos atuarão nos bairros: Vila São Sebastião, Nascentes do Paraíso, Residencial Santa Tereza, Caíc, Parque Industrial 2, Jardim das Acácias e Veneza. Ao todo, serão 2.330 imóveis visitados. Garrafas, pneus, vasos de plantas, tambores, tampas e outros objetos que acumulam água serão recolhidos. A Secretaria de Obras e Planejamento Urbano apoiará o movimento através da disponibilização de servidores e máquinas para a limpeza dos terrenos baldios.

 

“O mutirão vem de encontro às necessidades do município, uma vez que o grande número de focos é encontrado dentro de residências e terrenos baldios. Em razão disso é que o mutirão de limpeza tem como objetivo eliminar os locais usados para a proliferação do mosquito”, afirma Gustavo Bernardino, coordenador de Zoonoses do município. Ele ressalta também que a participação da comunidade é de suma importância para a prevenção da dengue. “É ela quem vai vistoriar a sua residência no dia anterior e colocar o material citado ao alcance dos nossos agentes”.

 

Estão previstos para este ano a realização de 12 mutirões, que atingirão toda a cidade. Dessa forma, sem medir esforços, a prefeitura trabalha para que o mosquito transmissor da dengue não chegue às casas das famílias paraisenses.

 

Diferente da estatística nacional, Paraíso mantém controle sobre a dengue


Diante dos dados apresentados pelo Ministério da Saúde no início desta semana a respeito do considerável aumento de casos de dengue registrados no País, a Prefeitura de São Sebastião do Paraíso informa que o Departamento de Zoonoses do município trabalha de forma preventiva para combater o mosquito transmissor da doença. De acordo com o Governo Federal, no período entre 1º de janeiro e 16 de fevereiro de 2013, foram registrados 204.650 casos no Brasil. No mesmo período de 2012, foram 70.489 notificações. Um acréscimo de 190%.

 

Em Paraíso, graças à eficácia do trabalho dos 30 agentes epidemiológicos e ao maciço apoio da comunidade, nenhum habitante, até o momento, contraiu dengue dentro do município. Os quatro casos registrados na cidade são importados de outras localidades.

 

De acordo com o responsável pelo Departamento de Zoonoses do município, Gustavo Bernardino, os agentes visitam as residências diariamente. Em razão do alto número registrado no País, sua equipe tem feito plantões nos finais de semana e feriados. Tudo para que a doença não se instale em Paraíso. “Nossa ação deve ser imediata, pois o mosquito necessita de um paciente infectado com o vírus para transmiti-lo para mais pessoas. Um único mosquito pode transmitir a dengue para cem pessoas”. Bernardino afirma também que os quatro casos importados dão a certeza de que não há mosquitos contaminados no município. Contudo, ressalta que a população deve permanecer com os cuidados básicos para que não haja a proliferação.

 

Sem medir esforços, a prefeitura trabalha para que o mosquito transmissor da dengue não chegue às casas dos paraisenses e, para que o município continue seguindo na contramão do cenário nacional, a participação popular é de suma relevância.

 

 

 

 

 

 

 

Prefeitura de Paraíso realiza exposição fotográfica em tributo à mulher


Com o intuito de valorizar a identidade feminina que compõe a nação brasileira e sua importância na formação e desenvolvimento econômico, político e social, a Prefeitura de São Sebastião do Paraíso realizará nos meses de março e abril a exposição fotográfica “A mulher em sua diversidade étnica”.  O evento será o primeiro da série “Os povos do Brasil e a miscigenação no contexto social”.

 

A exposição fotográfica contará com a participação de seis fotógrafos paraisenses. Estes trabalharão em diversos bairros do município. A intenção é retratar em cada imagem um tema sobre os povos brasileiros e sua miscigenação. A abertura do evento acontecerá no dia 22 de março, no 2º piso da Arena Olímpica “João Mambrini”, e se estenderá até o dia 19 de abril, data em que se comemora o dia do “Índio”. A mostra terá como público alvo alunos das escolas da rede municipal, estadual e particular de ensino.

 

Após a visitação, alunos do 1º ano do Ensino Médio terão a oportunidade de participar do experimento ‘Descobrindo Talentos’. Cada turma desenvolverá trabalhos dentro do tema proposto. Ao final, os estudantes receberão certificados de participação. A mostra “A mulher em sua diversidade étnica” será aberta à população de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h.

 

Ao incentivar ações como essas, a Prefeitura de Paraíso auxilia na difusão de conhecimento à população, oferece oportunidade aos profissionais locais e conscientiza as pessoas a respeito da importância do repúdio à discriminação racial.

 

Prefeitura inicia “Projeto Povo”: patrulha ostensiva volante 

 

A combinação dos impactos causados à sociedade face ao aumento da criminalidade, fez com que as organizações responsáveis pela segurança de modo geral, iniciassem um novo processo de se redescobrirem bem como qual seria o negócio dessas instituições. Mudanças são necessárias dos dois lados, o das organizações e da comunidade local. Com base nisto, a Prefeitura de São Sebastião do Paraíso, através da Secretaria Municipal de Segurança Pública, Trânsito, Transporte e Defesa Civil iniciou há um mês o “Projeto Povo”: patrulha ostensiva volante.

 

O projeto é direcionado ao atendimento nos bairros e tem  objetivo de aproximar ainda mais a  Guarda Municipal junto à população, para que ele possa ser uma referência ao cidadão de bem, descobrir os anseios e as particularidades de cada bairro para uma melhor prestação de serviço à comunidade; além de ampliar o campo de atuação da Guarda Municipal nos locais mais carentes, buscando agregar conhecimentos de forma coletiva com a comunidade, alcançar a confiança das pessoas, baseando-se no fato da natureza humana considerar que, quando é defendida coletivamente uma ideia, passa a exercer maior influência do que quando é exposta solitariamente. “Estamos em estudo para verificar a possibilidade de se criar uma patrulha da Guarda Municipal, para apoiar os logradouros rurais onde há escola e patrimônio público municipal”, afirmou o secretário da pasta, Ronaldo Antônio Bernardes.

 

Atualmente a Guarda Municipal conta com duas viaturas e quatro agentes para execução do atendimento à comunidade dentro do Projeto Povo. Foram definidas três rotas para execução que serão revistas periodicamente. As ações do projeto serão também para apoio a outros órgãos públicos, como as secretarias municipais. Uma dessas ações será o apoio à Polícia Militar quanto à localização de veículos furtados no município. Outra ação será a intensificação da presença em escolas e bens patrimoniais, além do que a ostensividade proporcionará maior segurança a toda comunidade. Também serão patrulhadas as ruas e avenidas com maior incidência de acidentes de trânsito em 2012, como a Pimenta de Pádua (94 ocorrências), Ângelo Calafiori (75), Wenceslau Braz (72), Oliveira Rezende e Zezé Amaral (64 cada), Placidino Brigagão (51) e Santa Luzia e Monsenhor Mancini (com mais de 30 incidentes).

 

Secretaria de Segurança retoma projeto “Educando para o Trânsito”

 

A Prefeitura de São Sebastião do Paraíso, através da Secretaria Municipal de Segurança Pública, Trânsito, Transporte e Defesa Civil, retorna com o projeto “Educando para o Trânsito”, com o objetivo de melhorar a segurança no trânsito com ações de  educação e contribuir para a formação de um cidadão que respeite a legislação, o próximo e não se envolva em acidentes de trânsito.

A proposta também visa o desenvolvimento de uma consciência crítica sobre os direitos e deveres no trânsito, implementação de atividades e avaliação de resultados, visando alcançar a real finalidade do projeto, que é “salvar vidas”. A primeira ação aconteceu no dia 19 de fevereiro na Casa São Francisco de Assis, envolvendo 25 alunos. As aulas serão ministradas semanalmente com duração de 50 minutos durante todo o ano de 2013.

A partir do dia 25 de fevereiro, a coordenadora do projeto, GMI Gisele Maria da Silva, fará uma palestra na Escola Estadual Ana Cândida de Figueiredo com o tema: “Comportamentos seguros para pedestres e ciclistas no trânsito”, durante toda a semana, sendo um dia para cada turma com duração de 40 minutos hora/aula. O projeto “Educando para o Trânsito” também foi apresentado em uma reunião para a secretária municipal de Educação, Regina Márcia Penha Pimenta, para que o mesmo seja exposto e ampliado às demais escolas da cidade.

 

Secretaria de Educação capacita 80 professores

 

A Secretaria Municipal de Educação de São Sebastião do Paraíso promoveu na sexta-feira, 23 de fevereiro, a primeira atividade de formação do Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa (PNAIC), compromisso formal assumido pelo Governos Federal, estados e municípios de assegurar que todas as crianças estejam alfabetizadas até os 8 anos de idade, ao final do 3º ano do Ensino Fundamental.

Para o desenvolvimento desta formação, estão envolvidos um coordenador local do Pacto, três orientadores de estudo — professores que farão o trabalho de capacitação, e cerca de 80 professores alfabetizadores (que atuam no 1º, 2º e 3º ano do Ensino Fundamental).

A formação continuada tem como objetivo apoiar todos os docentes que atuam no ciclo de alfabetização, incluindo as turmas multisseriadas, a planejarem as aulas e a usarem de modo articulado os materiais e as referências curriculares e pedagógicas ofertadas pelo Ministério da Educação (MEC), bem como realizar avaliações anuais.

Para cada turma de alunos serão destinados livros didáticos, acervos de dicionários de Língua Portuguesa, jogos pedagógicos de apoio à alfabetização, obras de referência de literatura e de pesquisa. Para os docentes serão ofertadas obras de apoio pedagógico e tecnologias educacionais de apoio à alfabetização.

O curso terá duração de dois anos, com carga horária de 240 horas distribuídas igualmente entre as disciplinas de Língua Portuguesa, em 2013, e Matemática em 2014.