enquete

  • Aqui vem o tema da enquete que poder ser alterado acessando o Painel de Controle do Portal.
  • Opo 2
    Opo 3
    Opo 4

20/11/2012 10:42h - Atualizado em 20/11/2012 10:45h

APS POLMICA ENTRE PM E PREFEITO, COLETA DE LIXO FEITA COM CARREGADEIRA

Por G1 Sul de Minas

 

Coleta de lixo está sendo feita com pá carregadeira em Toledo (MG) (Foto: Reprodução EPTV / Edson de Oliveira)
Coleta de lixo está sendo feita com pá carregadeira em Toledo (MG) (Foto: Reprodução EPTV / Edson de Oliveira)

Após uma briga em frente ao quartel da PM de Toledo (MG), envolvendo o prefeito e policiais militares no dia 4 de novembro, duas vans, um ônibus escolar e um caminhão de lixo foram apreendidos pela polícia e estão comprometendo os serviços da cidade. Com isso, uma pá carregadeira está sendo improvisada para realizar a coleta de lixo no município. Depois de uma fiscalização, foi constatado que os lixeiros trabalhavam sem equipamentos de proteção. Já nesta segunda-feira (19), foi possível ver os funcionários trabalhando adequadamente.

As vans e ônibus que faziam o transporte dos estudantes também foram apreendidos porque os motoristas não tinham habilitação para conduzir este tipo de veículo. Por conta disso, os estudantes que ficaram sem transporte estão indo à escola por conta própria até que a situação seja normalizada.O chefe de gabinete da prefeitura da cidade, Airton Augusto Alves, informou que já estão sendo providenciadas as adequações nos veículos para o transporte dos estudantes e que a situação dos condutores também será regularizada. Já no caso do caminhão de lixo, o chefe de gabinete informa que providências também estão sendo tomadas para que a situação volte ao normal o mais rápido possível.

De acordo com o prefeito da cidade, Vicente de Souza Neto, os veículos escolares deverão voltar a funcionar na cidade a partir desta terça-feira (20).  Segundo a promotora Sulmara Aparecida Soares, que também entrou no caso, a prefeitura tem ate o dia 24 deste mês para regularizar a situação dos veículos.

Entenda o caso

O prefeito da cidade, Vicente de Souza Neto e a esposa dele, Cleusa de Souza, se envolveram em uma confusão na porta do quartel da Polícia Militar no dia 4 de novembro. Segundo a PM, a confusão começou quando o auxiliar de produção Jasen Oliveira Vasconcelos entrou no quartel para registrar um boletim de ocorrência e foi interrompido pelo próprio prefeito e outras pessoas, que tentaram arrombar o portão da unidade. Os policiais saíram, foram agredidos e a briga se espalhou pela rua. No final, quatro pessoas foram levadas para a Delegacia de Pouso Alegre (MG) e liberadas em seguida.

A Polícia Civil de Toledo instaurou um inquérito para apurar o caso. Após o caso, surgiram denúncias anônimas sobre irregularidades na prefeitura, o que resultou na suspensão dos serviços de coleta de lixo e transporte escolar.

De acordo com a Polícia Civil, o prazo para a conclusão das investigações é de 15 a 20 dias. Depois, o inquérito será encaminhado para o Fórum de Extrema (MG) para ser analisado pela promotoria.