enquete

  • Aqui vem o tema da enquete que poderá ser alterado acessando o Painel de Controle do Portal.
  • Opção 2
    Opção 3
    Opção 4

13/05/2019 07:59h - Atualizado em 13/05/2019 08:02h

Sind-UTE fará ato contra Reforma da Previdência e desmonte da Educação

Por José Reis dos Santos

O Sindicato Único dos Trabalhadores no Ensino de Minas Gerais (Sind-Ute) está organizando um ato público contra a Reforma da Previdência e contra o desmonte da Educação (corte de recursos para universidades e institutos públicos e corte do Programa Escola Integral). A manifestação ocorrerá na Praça Geraldo da Silva Maia, em Passos, no próximo dia 15 de maio, a partir das 17h00, data em que ocorrerá a greve nacional da Educação.

O ato contará com a participação de professores e alunos da Universidade do Estado de Minas Gerais (UEMG) e do campus Passos do Instituto Federal de Educação do Sul de Minas (Ifsuldeminas), que iniciaram na última quarta-feira (08/05) mobilizações contra os cortes orçamentários propostos pelo governo de Jair Bolsonaro com respaldo de governos estaduais. As duas unidades estão propondo a realização de um “aulão” em praça pública para explicar à população o que está em jogo no caso do desmonte da Educação. Estudantes planejam, inclusive, mostrar o resultado de trabalhos científicos realizados pelas duas instituições de ensino.

“Os trabalhadores da Educação não têm privilégios, como vem afirmando o governo federal. O que temos é o reconhecimento constitucional de um trabalho altamente desgastante que realizamos com vistas à formação não só de profissionais, mas de cidadãos para o nosso país”, frisou a coordenadora da Subsede Regional Passos do Sind-Ute, professora Maria Antônia Mourão Barbosa Fonseca, ao criticar o projeto de Reforma da Previdência e o desmonte da Educação por parte do governo federal. O Sind-Ute está convidando para o ato do dia 15 várias lideranças de sindicatos de trabalhadores de Passos e região.