enquete

  • Aqui vem o tema da enquete que poderá ser alterado acessando o Painel de Controle do Portal.
  • Opção 2
    Opção 3
    Opção 4

01/11/2018 16:05h - Atualizado em 01/11/2018 16:08h

Prefeitura de Passos e Emater desenvolvem projeto Integração

Por Ascom PMP
Prefeitura, Emater e parceiros desenvolvem projeto integração
Prefeitura, Emater e parceiros desenvolvem projeto integração

 

A Prefeitura Municipal de Passos e a Emater-MG (Empresa de Assistência Técnica do Estado de Minas Gerais) uniram esforços para desenvolver uma importante iniciativa visando o desenvolvimento sustentável na cidade. Com esse propósito foi implantado o projeto intitulado "Integração", que é um trabalho voluntário que será realizado entre instituições ligadas à sustentabilidade.
São parceiros nessa empreitada órgãos e entidades como o Ministério Público, Câmara Municipal de Passos, Apac (Associação de Proteção e Assistência ao Condenado), CRAS Novo Horizonte, PSF Coimbras, Empório Recriarte, Associação Espirita Santo Agostinho. A ação conta ainda com a orientação técnica da UEMG/ Campus Passos (Universidade do Estado de Minas Gerais) e da própria Emater.
Essa iniciativa tem o objetivo de proporcionar a interação sustentável entre o ser humano e a natureza, aliada ao prazer de produzir hortaliças que serão utilizadas nas refeições diárias dos usuários e oportunizar atividades de cultivos de plantas, estimulando assim o desenvolvimento de responsabilidade por parte dos participantes.
Segundo o projeto, o cultivo de uma horta sem o uso de agroquímicos melhora a qualidade de vida das pessoas, pois além de garantir alimentos saudáveis, nutritivos, saborosos e mais baratos, previne e até cura doenças, educa, ocupa e, quando implantado com prazer, proporciona lazer e exercícios ao ar livre. No mundo inteiro existe atualmente uma preocupação dos consumidores em relação a qualidade dos alimentos. 
Outra constatação é que há uma conscientização de que muitos problemas de saúde poderão ser evitados se forem consumidos alimentos livres de resíduos químicos. Cresce, também, a consciência de que deve-se praticar uma agricultura integrada com a natureza e que preserve os recursos naturais.
O plantio sem o uso de agroquímicos busca o respeito a terra, ao meio ambiente e ao homem. Este sistema é centrado no ser humano e a base da sustentabilidade é o solo. Praticar agricultura sem o uso de agroquímicos é, além de tudo, um novo modo de pensar e de se relacionar com as pessoas e com a natureza. 
A ideia é que cultivar uma horta de forma natural possibilita também produzir hortaliças e plantas medicinais, utilizando-se práticas culturais adequadas, sem uso de adubos químicos, sementes transgênicas, antibióticos e outros produtos prejudiciais à saúde humana e ao meio ambiente.